Pessoa com uma fita métrica ao redor da barriga.

Saiba como fazer uma dieta para perder barriga!

A gordura localizada na barriga normalmente vem do consumo de carboidratos simples, como massas, pães, doces, bebidas alcoólicas e refrigerantes. Uma dieta para perder barriga costuma ser o desejo de muitas pessoas, e para isso, é preciso reduzir a ingestão de carboidratos, frituras, doces, alimentos processados e comida pronta congelada. Além disso, a prática de exercício físico também auxilia muito na queima da gordura da barriga. A barriga é normalmente um fator de risco para a saúde cardiovascular, podendo provocar diabetes, hipertensão e colesterol, além do incômodo estético.

O que comer?

Vários peixes.

  • Frutas vermelhas (morango, cereja, framboesa, melancia, uva roxa, amora, jabuticaba e mirtilo), pois existem substâncias fitoquímicas com ação antioxidante como a antocianina nas cascas dessas frutas, que mantêm o sistema circulatório eficiente, auxiliando na queima de gordura abdominal e melhora a irrigação dos tecidos. O indicado é consumir de 1 a 2 xícaras sem açúcar por dia.
  • Peixes e frutos do mar, pois estes são ricos em ômega 3, um ácido graxo fundamental, que promove a desinflamação das células de gordura e auxilia na perda da barriga, já que a inflamação é uma das principais causas do ganho de peso. Esses alimentos também geram a aceleração da transformação da glicose em energia, evitando que ela fique estocada sob a forma de gordura. Esses alimentos podem ser consumidos 3 vezes por semana.
  • Gengibre, pois é um alimento termogênico, o que auxilia na aceleração do metabolismo e eleva a queima de gordura. Seu composto principal, o gingerol, desempenha funções anti-inflamatórias, antioxidantes e antifúngicas, além de inibir a agregação de plaquetas, o que evita o aparecimento de trombos. Duas fatias de gengibre por dia já são o suficiente para se obter o efeito termogênico.
  • Frutas e legumes, alimentos ricos em fibras, minerais e vitaminas, melhoram o metabolismo e atuam como antioxidantes, ajudando no bom funcionamento do corpo e agindo na prevenção de doenças. É recomendado consumir de 2 a 3 frutas frescas por dia, além da inclusão de legumes e verduras no almoço e na janta.
  • Óleos funcionais, pois agem no metabolismo das gorduras, elevando a quebra dos ácido graxos para a produção de energia, e em consequência, reduz as reservas de gordura. O óleo de coco e óleo de cártamo atuam também na aceleração do metabolismo.
  • Azeite, pois as gorduras monoinsaturadas existentes no azeite previnem o acúmulo de gordura na barriga.
  • Chá verde, pois atuam no sistema nervoso central, o que acelera o metabolismo e aumenta a temperatura corporal. As xantinas (teofilina, teobromina e cafeína) existentes no café, no chocolate, no chá preto, chá mate e no chá verde melhoram a mobilização de gorduras estocadas, favorecendo a perda da barriga. A pessoa pode tomar uma xícara de chá de 30 a 40 minutos após as refeições, tomando um cuidado especial para não tomar antes de dormir, pois podem atrapalhar o sono e em caso de hipertensão, pois essas substâncias aumentam a pressão arterial.
  • Chá de hibisco. Em um estudo realizado concluiu-se que o chá de hibisco consegue reduzir a adipogênese, que é processo em que as células amadurecem e tornam-se capazes de acumular gordura, ou seja, é ótimo para perder a barriga.

E o que NÃO pode comer?

Hambúrguer, coca-cola, duas coxas e batatas fritas.

  • Açúcares de topos os tipos (chocolates, doces, sobremesas, biscoitos, cafés adoçados e sucos prontos).
  • Macarrão branco, arroz branco, pães, bolos, biscoitos e farinha de trigo branca.
  • Carnes processadas (salame, presunto, bacon, mortadela, salsicha, linguiça e peito de peru).
  • Bebidas alcoólicas.
  • Refrigerantes.
  • Frituras.
  • Alimentos ricos em sal e sal.
  • Raízes e tubérculos (batata doce, batata, inhame, macaxeira e cará)

Cardápio

Confira um exemplo de cardápio para perder a barriga:

Cardápio 1

  • Café da manhã: 1 ovo cozido + 1 fruta + 2 torradas integrais + 1 pote de iogurte natural + 1 /2 colher de sopa de óleo de coco.
  • Lanche da manhã: 1 xícara de café de mix de nuts (amêndoas, castanhas e nozes).
  • Almoço: 1 prato raso de macarrão integral c/ molho de tomate ou 1 batata cozida + 1 filé médio de pescada grelhada + 1 colher de sopa de couve refogada + 1 prato de sobremesa de rúcula e alface c/ 1 colher de sopa de azeite de oliva extravirgem.
  • Lanche da tarde: 2 colheres de sopa de aveia em flocos ou farelo de aveia + 1/2 xícara de chá de frutas vermelhas (morango, amora, framboesa) + 1 pote de iogurte natural desnatado.
  • Janta: 1/2 colher de arroz ou abóbora cozida + 1 fatia de carne de panela + 1 prato de sobremesa de pepino, alface roxa e tomate-cereja c/ 1 colher de sopa de azeite de oliva extravirgem + 1 suco natural de abacaxi c/ gengibre.
  • Ceia: 1 iogurte natural.

Dieta para perder a barriga em 1 semana

Várias frutas.

A alimentação para perder a barriga em 1 semana é baseada no fornecimento máximo de nutrientes com o mínimo de calorias, açúcares e gorduras. Nessa dieta, é indicado:

  • Beber, no mínimo 2 litros de água ou chá verde diariamente.
  • Comer 2 frutas por dia, com menos açúcar, de preferência.
  • Fazer 6 refeições ao dia, de 3 em 3 horas.
  • Tomar 1 xícara de chá de boldo 30 minutos antes do almoço e da janta, pois ele combate os gases, desinchando a barriga.
  • Comer 1 salada diferente todos os dias.
  • Consumir uma quantidade de carne, frango ou peixe que caiba na palma da mão.
  • Tomar 2 iogurtes com lactobacilos vivos por dia (como o Yakult), pois ele ira favorecer o trânsito do intestino, o que diminui a barriga.
  • Comer menos sal, temperar a salada com limão e optar por ervas aromáticas.

Lembre-se: os métodos para perder a barriga que apresentam efeitos duradouros são aqueles que incluem a reeducação alimentar e a prática de atividade física regular.

E para ganhar massa muscular?

Para ganhar massa muscular e perder gordura ao mesmo tempo, é preciso ter uma dieta balanceada e praticar exercício físico regularmente. A dieta deve ser rica em proteínas em todas as refeições. Carnes, frango, peixes, queijo e ovos podem ser adicionados em sanduíches, omeletes e tapiocas para aumentar o valor proteico da refeição.

Além disso, deve-se incluir gorduras boas na alimentação. Alimentos como salmão, atu, sardinha, amendoim, castanhas, linhaça, chia, coco e abacate auxiliam na redução da inflamação no corpo e dão os nutrientes necessários para hipertrofia.

Também deve-se optar por alimentos integrais, como arroz, macarrão e pão integral, em refeições que combinem carboidratos e gorduras ou proteínas.

A atividade física, para ganhar massa muscular, deve ser focada em exercícios de força, como crossfit e musculação, pois esses exercícios forçam o músculo a pegar mais peso, sendo o principal estímulo para fazê-lo crescer. É necessário lembrar que o treino deve incentivar a capacidade do músculo, junto com acompanhamento profissional e o aumento progressivo da carga.

Além disso, exercícios aeróbicos de baixa intensidade, como dança, caminhadas, andar de skate ou de bicicleta impulsionam a queima de gordura ao mesmo tempo em que preservam a massa muscular ganha no treino de força.

Diminuir a gordura e aumentar o músculo é importante para se ter um organismo saudável e forte. Para isso, é preciso praticar atividade física adequada e ter uma alimentação balanceada. Ademais, beber no mínimo 2,5 litros de água diariamente é essencial para elevar o estímulo de ganho de massa muscular e age no combate a retenção de líquidos, auxiliando na desinchação do corpo.

O ideal para saber se a pessoa está tomando a quantidade de água adequada é analisar a cor da urina, que deve ser clarinha, e quase sem cheiro. E quanto maior a pessoa, mais água ela deve beber.

Deixe uma resposta