Mulher comendo um tomate cereja com uma mão e segurando tomates, alfaces e abacate na mão.

Ortorexia: Quando a obsessão por uma alimentação saudável torna-se uma doença

O que é Ortorexia?

A ortorexia é um distúrbio alimentar que aparece quando o indivíduo apresenta uma obsessão com a alimentação. A principal característica da doença é a busca exagerada para comer saudavelmente sempre. A pessoa tem uma dieta baseada em alimentos saudáveis, limpos, puros, naturais, sem agrotóxicos ou qualquer produto químico, e excluem da sua alimentação alimentos de origem animal, açúcares, grãos e alimentos geneticamente modificados.

A pessoa acaba tendo uma dieta restritiva e pouco variada, sem a presença de carnes, açúcares, leite e derivados, processados e gorduras trans, o que pode causar a falta de minerais e vitaminas e a perda de peso. Também há uma grande preocupação com o modo de preparação da comida, com cuidados exagerados para não acrescentar açúcar, sal ou gordura nos alimentos. Além disso, o indivíduo também evitar comer fora de casa.

Apesar do motivo ser diferente, tanto as pessoas com ortorexia quanto as pessoas com anorexia restringem exageradamente a sua alimentação, porém os ortoréxicos apresentam um “viés saudável”, o que dificulta a identificação da doença.

Sintomas da Ortorexia

Ortorexia - Mulher olhando para um copo recheados com legumes e verduras com uma fita métrica enrolada no copo.

  • Excluir grupos de alimentos da dieta, como carne, leite e derivados, carboidratos e gorduras.
  • Evitar comer fora de casa, ou levar sua própria comida ao sair com os amigos.
  • Procurar saber e seguir as regras de uma alimentação saudável.
  • Planejar as refeições com vários dias de antecedência.
  • Optar por produtos orgânicos, removendo da dieta alimentos com agrotóxicos e alimentos transgênicos.
  • Remover alimentos considerados “impuros”, aqueles que contenham açúcar, sal, corantes, conservantes e gordura trans.

Essa preocupação excessiva com a alimentação pode provocar deficiências nutritivas, como osteopenia (ossos frágeis em adultos) e anemia.

Sinais

Mulher com uma lâmpada recheada de frutas acima da cabeça.

Saiba quais os sinais de que a dieta está virando neurose:

  • A pessoa dedica mais de 3 horas do seu dia para questões alimentares e se distancia na hora das refeições.
  • A pessoa não perde tempo em conferir os rótulos dos produtos e compra somente produtos orgânicos, funcionais, ecológicos, funcionais e que contenham certificados de salubridade.
  • Nas redes sociais, a pessoa só segue, curte e compartilha perfis referentes a dicas de nutrição e alimentação.
  • Quando o indivíduo está fora de casa, prefere passar fome do que comer o que julga “impuro”. Os lapsos são acompanhados do sentimento de culpa e mais rigidez posteriormente.
  • Quando a pessoa está com os amigos, tenta convencê-los sobre os benefícios dos seus hábitos alimentares e em virtude deles, possui um ar de superioridade.

Conheça a Dieta Low Carb

Como o distúrbio é diagnosticado?

O diagnóstico é realizado pelo médico por meio de uma avaliação detalhada dos hábitos alimentares da pessoa para descobrir se existe restrições alimentares e o excesso de preocupação com a comida. Além disso, também é feito um exame físico para conferir se existem sinais de falta de nutrientes, como unhas quebradiças e queda de cabelo. É preciso realizar exames de sangue para identificar carências de nutrientes no corpo ou problemas como anemia.

Fatores de risco

Mulher nutricionista com uma caneta na mão e algumas frutas e um copo de suco do lado.

  • Profissionais da saúde, como nutricionistas.
  • Pessoas com personalidade perfeccionista, necessidade extrema de controle de vida, rigidez e crenças fortes relacionadas a comida.
  • Mulheres.
  • Indivíduos com alto poder aquisitivo, pois é preciso para manter-se um estilo de vida “orgânico”. As classes menos favorecidas não conseguiriam manter essa alimentação, portanto a ortorexia está restrita as classes altas.

Como tratar?

O tratamento para ortorexia deve ser multidisciplinar, com acompanhamento médico e psicológico. É comum a pessoa precisar de suplementos nutricionais em casos que existam deficiências de nutrientes, como minerais e vitaminas ou a presença de doenças como anemia. O apoio da família é essencial para que a ortorexia possa ser identificada e o paciente possa superá-la, para que haja uma alimentação saudável sem colocar a saúde do paciente em risco. A melhor forma de prevenir o distúrbio é a mudança no comportamento alimentar, uma mudança na supervalorização da estética e do corpo perfeito.

http://www.repositorio.unifesp.br/handle/11600/6412

https://www.ingentaconnect.com/content/doaj/00472085/2014/00000063/00000003/art00003

Deixe uma resposta