Imagem de um despertador.

Saiba mais sobre Distúrbios do Sono: em crianças, em bebês e os principais tipos

O que é?

Distúrbios do sono são as mudanças na capacidade de dormir corretamente. O sono apresenta 4 fases e qualquer dificuldade relacionada a qualquer uma dessas fases pode provocar prejuízos a curto e a longo prazo para o indivíduo. Existem diversos distúrbios de sono e eles costumam afetar crianças e idosos.

Fases do sono

  • 1ª fase: Representa 10% da noite. É nessa fase que ocorre a transição da vigília e o sono. Quando fica escuro, a melatonina é liberada no organismo, o que induz o sono.
  • 2ª fase: Representa 45% da noite. O ritmo respiratório e cardíaco diminuem, a temperatura do corpo reduz e os músculos relaxam. Essa é a fase do “sono leve”.
  • 3ª fase: Representa 25% da noite. O corpo funciona de forma mais lenta e o metabolismo cai. A respiração fica mais leve e o coração passa a bater num ritmo mais lento.
  • Fase REM: Representa 20% da noite. REM significa “Rapid Eye Movement” (rápido movimento dos olhos). Nessa fase acontecem os sonhos, há picos da pressão arterial e dos batimentos cardíacos. Essa é a fase do “sono profundo”.

Nas 3 primeiras fases, ocorre a restauração dos tecidos, o aumento da massa muscular, a liberação do hormônio do crescimento e o corpo economiza energias. Na fase REM, o aprendizado e a memória são consolidados. Quando o indivíduo está dormindo e é acordado, ele volta instantaneamente para a 1ª fase, o que compromete o processo do sono.

Tipos

Mulher deitada na cama com Distúrbios do sono acordada com os braços cruzados durante a noite e um desper tador no fundo

Conheça os tipos mais comuns de distúrbios de sono:

  • Insônia
  • Sonambulismo
  • Bruxismo
  • Paralisia do sono
  • Apneia do sono
  • Síndrome das pernas inquietas
  • Narcolepsia
  • Sonolência excessiva durante o dia

Sintomas

Existem mais de 100 distúrbios de sono e os sintomas variam de um distúrbio para outro. Em casos de insônia, há dificuldades para dormir, já em casos de sonambulismo, a pessoa levanta da cama e caminha.

Saiba como deixar as pernas torneadas.

Distúrbios do sono em crianças

Comportamentos anormais durante o sono são chamados de parassônias e costumam ser comuns em crianças:

Terrores noturnos

Menino sentado na cama gritando e sombras de monstros na parede.

Durante os episódios de terror noturno, a criança pode gritar, abrir os olhos, sentar na cama, chorar inconsolavelmente, correr pela casa sem acordar e ela não se lembra de nada no outro dia. Geralmente, eles duram de alguns segundos a poucos minutos. Esses sintomas ocorrem nas primeiras horas do sono. O terror noturno diferencia-se dos pesadelos, pois estes acontecem nas últimas horas do sono e a criança lembra-se facilmente deles após acordar.

Os principais sintomas são:

  • Expressão facial de medo intenso.
  • Gritar.
  • Sentar-se na cama.
  • Chutar ou se debater.
  • Chorar inconsolavelmente.
  • Levantar da cama e correr dentro ou ao redor da casa.
  • Ficar com um olhar fixo e os olhos bem abertos.
  • Sudorese.
  • Batimentos cardíacos acelerados e respiração anormal.
  • Ser difícil de acordar, e quando acordar, ficar confuso (a).

O terror noturno tende a sumir naturalmente conforme a criança cresce. Não é necessário nenhum tratamento, entretanto, pode ser preciso algumas medidas de prevenção para que a criança não se machuque durante os episódios de terror noturno. Caso a criança fique violenta, pode ser necessário o uso de alguns remédios antes de dormir.

A causa específica ainda não é conhecida, porém acredita-se que esteja relacionada ao estímulo exagerado do sistema nervoso central, que ocorreria em virtude das células ainda não estarem maduras. Alguns fatores como cansaço, febre, dormir em lugares não familiares, luzes, barulhos, enxaquecas, alguns remédios, entre outros, podem estar associados ao problema.

Sonambulismo

Cebolinha (personagem da Turma da Mônica) andando sonâmbulo no pátio com uma bola de futebol na frente e a sombra de um árvore no muro.

O sonambulismo é um distúrbio do sono que ocorre durante a fase mais profunda do sono e costuma atingir principalmente crianças. O indivíduo com sonambulismo apresenta atividades motoras complexas, como conversar ou caminhar e em seguida despertar ou voltar a dormir. Normalmente, a pessoa não se lembra de nada ou lembra de muito pouco.

Não existem causas específicas nesse distúrbio também, mas o sonambulismo está associado a imaturidade do sistema nervoso e pode ser uma reação ao uso de remédios tranquilizantes e está relacionado a ansiedade e o estresse. Além disso, o excesso do consumo de bebidas alcoólicas, febre, uso de drogas, depressão e passar muitas horas sem descansar também estão relacionados ao distúrbio.

Normalmente, não é preciso nenhum tratamento para o sonambulismo e ele tende a desparecer conforme a chegada da adolescência. Existem casos em que o médico pode recomendar remédios como antidepressivos e ansiolíticos para auxiliar na regularização do sono.

Distúrbios do sono em bebês

Bebê segurando um despertador - Distúrbios do sono

Cerca de 40% dos bebês apresentam um distúrbio de sono chamado parasoníase. A criança possui sono agitado e desperta confusa durante a noite, e chora. O bebê pode inclusive, sentar e ficar de pé no berço. Os pais costumam acreditar que a criança acordou e o consola, colocando-o no colo e dando mamadeira, porém isso atrapalha o ciclo natural do sono. O recomendado é interferir o menos possível. Os episódios ocorrem com uma frequência aleatória e podem ter duração de até 15 minutos.

Além disso, o bebê também pode apresentar distúrbios como insônia, devido a dificuldade de iniciar o sono ou de manter o sono, pois a criança apresenta insônia comportamental ou ainda não aprendeu a dormir.

http://www.scielo.br/pdf/%0D/jbpneu/v33n1/a17v33n1.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-42301999000300013&script=sci_arttext

Deixe uma resposta